Pesca Esportiva

robalos

Jaguaripe é um município conhecido pela rica piscosidade dos rios, conhecida como “santuário do robalo flecha”, além de outras diferentes espécies de robalos (flecha, peva, trick). Na pesca de fundo, temos Meros, Caranhas, Pampos e Xaréus.

“Jaguaripe tem sido crescentemente conhecida como propícia para fisgar robalos, um peixe que, pelo tamanho e pelo comportamento arisco, é um dos mais procurados pelos pescadores”

Apesar do inverno não ser a melhor época para a pesca, em Jaguaripe é garantido o duelo com muitos robalos.

O horário propício para sair em busca do famoso peixe é por volta das 7:00h, horário ideal da maré de pesca no mangue. O principal rio é o Jaguaripe, mas afluentes como o rio Mucujó são ricos em vida marinha. Pescadores utilizam, além de iscas artificiais, um sistema que usa camarão vivo com boia “paulistinha”. Isto faz com que o camarão comece a pular para fora d´água até que o robalo acerte o bote e fazer a boia afundar velozmente e é nesse momento que deve-se dar a fisgada.

Utilizar a parceria entre a isca artificial e a natural é uma boa opção. Um dos parceiros arremessa a boia, se tiver robalo no local certamente ele irá atacar e se a fisgada não for confirmada basta arremessar uma isca de meia-água junto à bóia que é quase certo dele atacar a isca.

O rio Mucujó e o Mucujózinho tem muitas curvas repletas de galhadas, em trechos é comum algum galho acertar o pescador, portanto, todo o cuidado é pouco! Os ribeirinhos costumam construir estruturas de madeira para pescar, esta faz com que peixes pequenos busquem a estrutura para se proteger, daí os predadores comuns como robalos, xaréus, e xareletes ficam na espreita de uma presa. Boa oportunidade para fisgar alguns.

Pescadores costumam pescar grande variedades de peixes utilizando apenas um tipo de isca. Entre eles estão: Caranha, Carapitanga, Xarelete.

O rio Jaguaripe, o principal da região, também é ótimo para a pesca. É bem fundo e para se ter sucesso na pescaria é preciso fazer arremessos bem próximos à margem. As estruturas possíveis de se encontrar os robalos são maravilhosas, enormes paredões de pedras compõem o cenário maravilhoso.

O Rio da Dona que é um dos rios mais piscosos da região. Mais espetaculares ainda eram as estruturas encontradas nos pequenos rios que deságuam no Dona. Enormes galhadas nas curvas dos rios promoviam o habitat perfeito para os robalos.

Em Jaguaripe, o período do defeso do Robalo garante a longevidade do peixe na região. Esta atitude ajuda os amantes da pesca esportiva que não consomem o animal, ou seja, pescar e soltar o Robalo é permitido em tempos de defeso. Este período se encaixa aproximadamente na época de desova do robalo. Sendo uma medida muito importante para a preservação da espécie. Essa medida inibe a matança indiscriminada. Nenhum pescador poderia ser visto na rua vendendo robalo.

Fonte: Angelo Fernandes

 

download (1)   download

Jaguaripe, pioneira no Programa Nacional de Desenvolvimento da Pesca Amadora (PNDPA),
com apoio do IBAMA e Nações Unidas.

Para saber mais, Clique Aqui!

 

Reportagens Especiais

09-08-2006-23_40_39   Revista Pesca Edição nº77

capa83   Revista Pesca Edição nº83

1   Reportagem Roteiro Pesca


screenshot-www.facebook.com 2015-07-08 07-43-11   Assoc. Baiana de Pesca Esportiva


screenshot-www.facebook.com 2015-07-08 07-44-22   Baiano de Pesca Esportiva


 

Pesca de Robalos


bannerdf

anuncio_jaguaripe

%d blogueiros gostam disto: